“Trench” do Twenty One Pilots tem uma boa narrativa e musicalidade lânguida

Twenty One Pilots – Trench (2018) Por Gabriel Sacramento Acho que o Twenty One Pilots é o reflexo de uma modernização do consumo de música. Por isso, não vejo eles simplesmente como uma banda, mas como uma boa representação desse fenômeno. Hoje em dia, ouvimos música por plataformas digitais, compramos indiretamente e não nos restringimos […]

“For Ever” é o Jungle mais maduro e ainda mais autoral

Jungle – For Ever (2018) Por Gabriel Sacramento O Jungle evoluiu de um duo para uma banda de sete membros do auto-intitulado disco de estreia até esse novo, For Ever. Na época, já impressionaram por uma visão do R&B/soul moderna e alternativa com um frescor tipicamente europeu. Capitaneados por Tom McFarland e Josh Lloyd-Watson, o […]

Joe Bonamassa mantém o alto nível em “Redemption”

Joe Bonamassa – Redemption (2018) Por Gabriel Sacramento Esse ano, quando resenhei o Please Don’t Be Dead do Fantastic Negrito, falei da revolução do blues que o artista propõe, impondo uma mudança nas estruturas e na lógica do gênero, que é tão comum e familiar para os ouvintes. Outro que faz isso muito bem é […]

Tori Kelly acerta com o gospel de “Hiding Place”

Tori Kelly – Hiding Place (2018) Por Gabriel Sacramento A trajetória musical de Tori Kelly me lembra a da cantora Loreen: começo com pop de programas de calouros — ambas chegaram a participar — e uma mudança brusca do primeiro para o segundo registro. A diferença é que a sueca ganhou um grande festival e […]

Chic volta pop e modernão em “It’s About Time”

Chic – It´s About Time (2018) Por Gabriel Sacramento Enquanto ouço It’s About Time, só consigo lembrar da apresentação do Chic no Rock in Rio 2017, com toda aquela vibe de festança contagiante até mesmo para quem estava longe da cidade do rock e aquelas pessoas no palco dançando e curtindo o momento no final. […]

Ed Motta cada vez mais Ed Motta em “Criterion of The Senses”

Ed Motta – Criterion of the Senses (2018) Por Gabriel Sacramento O grande acerto da carreira de Ed Motta foi a sua guinada para uma veia mais experimental e tresloucada em 2002. Na época, quando lançou Dwitza, o cara decidiu abrir mão do pop que vinha marcando seus lançamentos e da busca por hits para […]

Em “Living The Dream”, Slash celebra o hard rock mais uma vez

Slash – Living The Dream (2018) Por Gabriel Sacramento O título do novo álbum é uma ironia, disse Slash em entrevista. A ideia do guitarrista era brincar com uma ideia de sonho em mundo cada vez mais maluco como esse em que vivemos. Sua carreira continua empolgante, sendo Living The Dream o terceiro trabalho com Myles Kennedy […]

É Do Brasil Vol. 5: João Ferreira, Sérgio Ramalho e Phill Veras

Soltem fogos, pois o É Do Brasil está de volta!  Sim, continuaremos, desta vez em formato de texto, a dissecar a cena musical brasileira para trazer nomes interessantíssimos  para você, leitor. Fique ligado nestas dicas e nas próximas que virão 🙂 Ah, se você chegou aqui de paraquedas, saiba que existem quatro volumes dessa série […]

Troye Sivan mira o pop de playlist em “Bloom”

Troye Sivan – Bloom (2018) Por Gabriel Sacramento Ouvir Blue Neighbourhood em 2015 foi uma grata surpresa. Não é sempre que encontramos um pop que se orgulha da sua inocência e de sua falta de pretensão e consegue cativar o ouvinte. Senti o mesmo quando ouvi o segundo álbum do Shawn Mendes, Illuminate (2016). Naquele ano, […]

Os erros e acertos de Lenny Kravitz em “Raise Vibration”

Lenny Kravitz – Raise Vibration (2018) Por Gabriel Sacramento A discografia do Lenny Kravitz tem uma grande virtude, que em muitos momentos pode se tornar também um grande pecado: as misturas de gêneros que ele faz. Para Kravitz, estilos musicais devem trabalhar juntos para o bem do conceito do artista, ou seja, eles devem ser […]