“Begin Again”, da Norah Jones, é jazz com pitadas experimentais

Norah Jones – Begin Again (2019) Por Gabriel Sacramento Begin Again é, afinal, mais jazz do que eu esperava, mas menos jazz do que Day Breaks. Em um primeiro momento, numa audição corrida, pensei que tratava-se de uma mera continuação do disco de 2016, seguindo as batidas naturais da carreira de Norah Jones, que agora […]

Novo disco do Supercombo falha em demonstrar maturidade

Supercombo – Adeus, Aurora (2019) Por Gabriel Sacramento Em 2016, um empolgado Gabriel Sacramento escreveu que o Supercombo finalmente tinha se libertado das amarras do programa global, o Superstar, e projetado o seu nome como um grupo sério, maduro e interessado em temáticas complexas e realistas. Rogério foi uma boa surpresa para mim, que me […]

Periphery segue firme com sonoridade ostensiva e triangular

Periphery – Periphery IV: HAIL STAN (2019) Por Gabriel Sacramento O Periphery finalmente está de volta para mais uma odisseia de vigor e técnica. Progressividade e uma veia punk intocada. HAIL STAN é o sexto capítulo da discografia do grupo, e, mesmo depois de todos esses anos de estrada, eles continuam firmes e sólidos. HAIL […]

Billie Eilish apresenta o terror na perspectiva do pop adolescente

Billie Eilish – When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (2019) Por Gabriel Sacramento “Thriller” — a música, não o álbum — é o videoclipe mais famoso de todos os tempos e também uma das mais bem-sucedidas tentativas de abordar o pop com a estética do horror. A época era ótima para isso: […]

Christian Scott e seus rituais de redenção em “Ancestral Recall”

Christian Scott aTunde Adjuah – Ancestral Recall (2019) Por Gabriel Sacramento Christian Scott segue como um jazzistas mais influentes e brilhantes dos nossos tempos. E mais uma vez, ele insiste em fazer um disco-manifesto, no qual, fala bastante com escolhas músicas e alude a fragmentos de letras também. Seu objetivo é levar adiante seu conceito […]

Liniker e os Caramelows prova que é muito mais do que soul revival

Liniker e os Caramelows – Goela Abaixo (2019) Por Gabriel Sacramento É interessante notar que o Brasil não está imune à onda de revivalismo da soul music que tem tomado a cena musical de assalto, principalmente desde 2006, com Back to Black, da Amy Winehouse. Claro, não é a primeira vez que isso acontece desde […]

Nick Waterhouse resgata a essência do rock em seus primórdios

Nick Waterhouse – Nick Waterhouse (2019) Por Gabriel Sacramento Como alguém que gosta bastante da música dos anos 50, fico feliz e triste pela carreira do Nick Waterhouse. Feliz porque consigo enxergar valor na proposta que ele vende, de resgatar sons da época com honestidade e afinco, mas triste porque é fácil entender que seus […]

Em “Immigrance”, o Snarky Puppy explora o poder educativo do jazz

Snarky Puppy – Immigrance (2019) Por Gabriel Sacramento O Snarky Puppy é mais um desses coletivos com uma quantidade impressionante de membros que consegue conectá-los muito bem entre si, e isso fala com os ouvintes de uma maneira marcante e especial. Exaltando o poder da colaboração, da união, da sinergia, do altruísmo. Mais especificamente, gosto da […]

“Gold in a Brass Age” traz um David Gray inspirado, mas acomodado

David Gray – Gold in a Brass Age (2019) Por Gabriel Sacramento Toda vez que leio esse título do décimo primeiro disco do britânico David Gray, não consigo deixar de pensar em como ele escancara o dilema dos artistas que já estão no showbiz há décadas — a crise que atormenta o personagem do Michael […]

Pond ressignifica a psicodelia (de novo) em “Tasmania”

Pond – Tasmania (2019) Por Gabriel Sacramento A psicodelia na música é muito interessante. Afinal, com ela, a arte deixa de ser um componente passivo, a ser simplesmente assimilado pelo ouvinte, e passa a produzir efeitos e sensações ativamente nele. Um dos grandes destaques desse fenômeno musical é a possibilidade de ser emulado com diversas […]