Escuta Essa 27 – DAMN. A Nova Profecia de Kendrick Lamar

DAMN. Kendrick Lamar lançou mais um grande álbum e reunimos uma gangue para discutir as faixas, as teorias por trás do disco e a importância desse rapper americano para o hip hop atualmente. Lucas Scaliza, Brunochair e Gabriel Sacramento recebem o reforço de Eduardo Santana (Howlin’ Records, Levante Negro), Thais Ribeiro (Zona Suburbana) e Igor França (Genius Brasil) em um episódio inteirinho dedicado à Kendrick Lamar.
É diversão e informação na certa. Coloque seus fones e cante com a gente: “I got, I got, I got, I got…”

Download do episódio neste link!

Vídeo: College kids react to “Humble”:

http://www.youtube.com/watch?v=B3X-0vC2TZ8

Site: www.escutaessareview.com.br
Facebook: www.facebook.com/EscutaEssaReview
Contato: escutaessareview@gmail.com

Lucas Scaliza Autor

Jornalista e ariano, joga truco e tarô. Nunca teve amnésia alcoólica. Tem vários discos mas não tem vitrola. É host do Escuta Essa Podcast e ouve tanta música tão alto que é capaz de ficar surdo um dia.

Comentários

    […] é mais o mesmo”. Já “Still Here” começa com um diálogo entre um garotinho e Kendrick Lamar, no qual o garoto pergunta se ele conferiu o novo disco do Dogg e diz “Snoop está de […]

    […] de gente famosa e respeitada como Chris Cornell, Joni Mitchell, Jeff Beck, Cristina Aguilera e Kendrick Lamar. Toca baixo acústico, em contextos que pedem uma abordagem elétrica, mas se sai bem. Além dessas […]

    […] como em 2016, quando Kendrick Lamar lançou o disco Untitled Unmastered com sobras de To Pimp a Butterfly (2015), o Big Big Train […]

    […] álbum contém diversos nomes na produção e participações de peso como Kendrick Lamar, Juicy J, ASAP Rocky e Damon Albarn. A ideia do músico foi de fugir um pouco do hip-hop mais comum […]

    […] e ouvintes. Na inquietude, ele acertou. Na quietude também. Um ótimo disco para quem pensa que o Kendrick Lamar é o único rapper que merece destaque […]

    […] e com versos que perdem o senso de urgência que teriam em outras canções. Future, A$AP Rocky e Kendrick Lamar são bons rappers, nomes de peso na cena, mas que dentro do contexto do álbum servem apenas para […]

    […] hip-hop já não é mais o mesmo. Nos últimos anos, assistimos o sucesso do Kendrick Lamar e o surgimento de artistas que desafiam o óbvio. O estilo está em alta no mainstream – […]

    Jaden Smith – SYRE (2017) – Escuta Essa!

    (27 de novembro de 2017 - 11:19)

    […] Boa parte das letras do álbum é sobre as tristes experiências amorosas do cantor (em um momento, em especial, ele literalmente para de gravar em um acesso de raiva, talvez ao ponderar sobre o que estava vocalizando no momento), mas também algumas sobre a nova namorada, com um certo senso de esperança. Em alguns momentos aqui e ali, ele se destaca como um bom letrista, seja com referências inteligentes à figuras importantes como Malcom X e Martin Luther King – e com isso, inevitáveis comentários sociais interessantíssimos – ou com menções à trabalhos de outros rappers como Kendrick Lamar. […]

    […] são os ricos imundos, pois vocês só podem realmente possuir o que dão embora, como sua dor”, Kendrick Lamar provoca no fim de “Get Out Your Own Way”. Usam a música americana, e o rock, como metáfora […]

    […] 01. Kendrick Lamar – DAMN […]

    Eminem – Revival (2017) – Escuta Essa!

    (14 de dezembro de 2017 - 20:00)

    […] nove álbuns de estúdio. O rapper diz estar antenado com o que está rolando, ouvindo J. Cole, Lamar, Travis Scott, mas sua música não acompanha diretamente a evolução do hip-hop e ainda possui […]

    […] musicalmente, o álbum reflete essa diferença. Ainda possui uma série de convidados famosos, como Kendrick Lamar, Rihanna, Future, Wale, M.I.A. e […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *