deadmau5 – while (1<2)

deadmau5-While-1-2

Com mais de 2h20 de duração, disco mostra que deadmau5 chega ao seu trabalho mais maduro de eletro house

Por Lucas Scaliza

while (1<2), o novo disco duplo do produtor canadense deadmau5, é o sexto álbum da carreira. Mas o próprio produtor e DJ disse recentemente que considera este o seu real primeiro álbum, mostrando a ênfase no formato, como uma coleção de músicas que conversam entre si, que representam um momento, uma estética. Após passar uma única vez por todas as 25 faixas do disco, é fácil perceber como Joel Zimmerman, o deadmau5, está consciente de sua obra.

Um dos mais festejados e mais inventivos DJs da atualidade, o trabalho dele é acompanhado de perto por produtores de música de várias vertentes e partes do mundo. O público ficou um pouco perdido quando em 2013 ele substituiu todo o seu portfólio no Soundcloud dos últimos três anos por apenas sete faixas de piano, com nomes em latim. Faixas que se tornaram o EP Seven. E agora, com o lançamento de while (1<2), com mais de 2h20 de duração, vemos que o produtor chegou ao seu trabalho mais maduro e menos afetado.

Rapidamente notamos influências de Daft Punk (como os vocais distorcidos e em staccato), mas sem toda a instrumentação e clima pop que o duo francês dá à sua música. Há algo de Chromeo, mas nunca tão assumidamente dançante e muito menos festivo. E sem afetação, como já assinalei. E há um pouco de Air, outro duo francês, principalmente no segundo disco. Faixas econômicas, mais introspectivas, e ainda assim bonitas.

4ad99_1522768-660x375

Embora existam músicas para as pistas, elas soam abertas às experimentações ao vivo e aos improvisos. Não parecem um fim em si mesmas ou que seriam executadas ao vivo como estão no disco. deadmau5 entrega um electro house não comercial, mas que agrada ao ouvinte de música eletrônica que aprecia o estilo para além das pistas.

“My Pet Coelacanth”, com mais de 8 minutos, começa e termina agitada. Mas tem um interlúdio climático e sombrio que deturpa sua “animação”. “Ice Age”, um remix do How To Destroy Angels e uma das melhores do disco, embala você com a melodia do vocal feminino e com as várias camadas rítmicas discretas. A excelente “Infra Turbo Pigcart Racer” é uma das mais experimentais de while (1<2). É como se fosse uma versão eletrônica de um rock progressivo dos anos 70 com 9 minutos e meio de duração.

download

Outra grande composição é “Somewhere Up Here”, que vai criando sua paisagem melancólica aos poucos, com efeito, baixo com overdrive, piano e sussurros. É um dos melhores exemplos do senso de direção e amadurecimento de deadmau5. “Errors In My Bed” conduz uma linha eletro house bastante calcada no ritmo, até que um piano aparece e leva os humores da música para outro lado, voltando em seguida para sua abordagem inicial. Há ainda um remix de “Survivalism”, do Nine Inch Nails, que soa um pouco contido.

“Silent Picture”, “Rlyehs Lament”, “Bleed”, “A Moment To Myself” e “Coelacanth II” são todas do segundo disco e apresentam o lado minimalista do produtor canadense. Ainda que melancólicas e climáticas, soam únicas dentro de while (1<2). E “Monday”, com seu violão conduzindo o ritmo, é o melhor exemplo de como deadmau5 se aproxima do Air com bom gosto, personalidade e um ritmo não convencional, mas ainda assim é um 4/4 fácil de seguir. É outra das melhores faixas do trabalho.

É, assim, uma criação pretensiosa de Joel Zimmerman e que ajuda a expandir os horizontes do house e de sua própria carreira. É como uma trilha sonora de filme. Aliás, while (1<2) tem a duração de um filme. Mas não é épico. É levemente etéreo, levemente virtual, evoca uma existência humana nesse ambiente eletrônico, principalmente por causa do uso dos tons menores. Sem pressa e sem seguir receitas, Zimmerman acerta.

Lucas Scaliza Autor

Jornalista e ariano, joga truco e tarô. Nunca teve amnésia alcoólica. Tem vários discos mas não tem vitrola. É host do Escuta Essa Podcast e ouve tanta música tão alto que é capaz de ficar surdo um dia.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *